31 de Agosto Dia do Nutricionista

Hoje é comemorado o Dia do Nutricionista, por isso o Sindilojas foi conversar com a Nutricionista Arali Costa sobre a importância de uma Alimentação saudável e equilibrada.

Assim como um carro necessita de um bom combustível para ter um ótimo desempenho, também é o nosso organismo. Precisamos diariamente de vitaminas e minerais para manter o organismo com um bom funcionamento, e é através de uma alimentação saudável que conseguimos esse resultado.

A falta de tempo, e de conhecimento das necessidades nutricionais diárias, têm sido os grandes problemas na qualidade da alimentação do dia a dia.

Os últimos dados apresentados pelo Ministério da Saúde, através da pesquisa Vigitel 2016 –  (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), mostra que a obesidade aumenta com o avanço da idade, mais ainda entre os jovens de 25 à 44 anos, com um alto indicador de 17%.

O consumo regular de feijão diminuiu 67,5% em 2012 para 61,3% em 2016. Em 2009, 30,3% da população fazia exercícios por pelo menos 150 minutos semanais, já em 2016 a prevalência foi de 37,6%. O diagnóstico médico de diabetes passou de 5,5% em 2006 para 8,9% em 2016 e o de hipertensão de 22,5% em 2006, para 25,7% em 2016.

Os dados apresentados pelo Vigitel 2016 reforçam a tendência do crescimento de portadores de Diabetes no Brasil, assim como a obesidade e a má alimentação.

Pensando nisso, o Sindilojas conversou com a nutricionista Aralí da Costa Gomes, graduada pela UFPE, Mestranda em Saúde Humana e Meio Ambiente e Pós graduanda em nutrição esportiva e funcional (FAINTVISA), para reafirmar a importância de uma alimentação Saudável. Confira:

Sindilojas: Em que idade começa a educação alimentar saudável?
Arali Costa: Os nossos hábitos alimentares são construídos desde a infância sendo assim, a educação alimentar saudável deve ter o seu início logo nos primeiros meses de vida, a partir do sexto mês de idade período no qual se inicia a introdução alimentar e a criança passa a receber alimentos juntamente ou não com o leite materno.

Sindilojas: Uma alimentação saudável é benéfica tanto para o aspecto físico como mental?
Arali Costa: O conceito de saúde segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) é dito como: “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afeções e enfermidades, podemos chegar à conclusão que sim, a alimentação saudável propiciará bem estar, não só físico como também mental.

Sindilojas: Os alimentos saudáveis são essenciais para a atuação do nosso sistema imunológico?
Arali Costa: Sim. O nosso corpo precisa, mesmo que em poucas quantidades, de alguns nutrientes que são assim chamados de: micronutrientes. Os micronutrientes (vitaminas e minerais) estão presentes principalmente nos vegetais (frutas e verduras), mas também no leite, nos ovos, nas castanhas e nozes; eles são essenciais para que o nosso corpo possa combater às infecções contribuindo para um sistema imunológico mais eficaz.

Sindilojas: Uma alimentação inadequada pode comprometer o desempenho no trabalho e em todas as outras atividades?
Arali Costa: – Sim. O nosso corpo precisa de quantidades determinadas de todos os nutrientes de acordo com a fase da vida a qual nos encontramos um adulto saudável, por exemplo, precisa de menos vitaminas e minerais que um idoso saudável. O não consumo de uma alimentação balanceada e variada (com uma oferta de nutrientes variados ao longo do dia) pode e irá comprometer a execução das atividades. Uma dieta muito pobre em carboidratos (presentes nos pães e massas), por exemplo, pode causar falta de energia e disposição.

Sindilojas: O cansaço físico constante pode ser um indicativo de alimentação inadequada?
Arali Costa: Pode. Uma baixa ingestão de alimentos fonte de ferro, por exemplo, pode levar ao aparecimento de uma anemia. Pessoas que desenvolvem anemia são pessoas que se sentem indispostas e cansadas ao longo do dia, por isso é importante além de ter uma alimentação saudável e balanceada procurar um médico e um nutricionista regularmente para maiores orientações.

Sindilojas: Qual a dica para os nossos leitores que pretendem mudar os hábitos alimentares?
Arali Costa: A primeira dica é: mesmo depois de reconhecer que precisam mudar os seus hábitos nunca digam que não irão conseguir, como foi dito, de início, não será fácil, mas não há nada que com força de vontade não seja possível; a segunda e não menos importante é: tenham sempre o acompanhamento de um profissional de nutrição/nutricionista para realizar essas mudanças alimentação é coisa séria e fazer dieta sem o acompanhamento adequado pode trazer prejuízos a sua saúde.

texto: Cristiane Arantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *