Agência Condepe/Fidem lança campanha para apoiar controle urbano e ambiental no entorno de Suape

“Faço minha parte porque faço parte”. Este é o slogan da campanha publicitária que a Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco – Condepe/Fidem, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), lançou nesta quarta-feira (27/09) no Complexo Industrial Portuário de Suape. O intuito é disponibilizar ferramentas de comunicação capazes de conscientizar a população sobre a importância da adoção de boas práticas relacionadas ao controle urbano e ambiental dos municípios do entorno do Complexo.

O evento ocorreu no auditório do centro administrativo de Suape, com a participação de empresários, presidentes de órgãos estaduais, prefeitos (Célia Sales, de Ipojuca; Lucrécio Gomes, de Escada e Edvaldo Rufino, de Moreno), secretários municipais e o chefe do Departamento da Região Nordeste do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Caio Ramos, entre outras autoridades.

A campanha é uma das atividades do Programa Especial de Controle Urbano e Ambiental do Território Estratégico de Suape, que conta com aporte de R$ 11 milhões do BNDES. O objetivo do programa é apoiar as prefeituras de Cabo de Santo Agostinho, Escada, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes e Moreno, visando a melhoria da qualidade de vida das populações que sofrem a influência dos grandes empreendimentos que se instalaram e vêm se instalando na região de Suape nos últimos anos, como a Refinaria Abreu e Lima, a PetroquímicaSuape e os estaleiros Atlântico Sul e Vard Promar.

O tema foi escolhido para mostrar à população que a construção urbana é uma ação coletiva, que influencia a rotina de todos e que deve ser pensada por todos, de forma a evitar problemas como lixo em rios e canais, esgoto a céu aberto e deslizamentos de encostas e morros, muitos decorrentes de ocupações irregulares.

A abertura do evento foi feita pelo diretor de Planejamento e Gestão do Complexo de Suape, Jaime Alheiros, que na ocasião representou o presidente Marcos Baptista, e pelo presidente da Agência Condepe/Fidem, Bruno Lisboa. Em sua fala, Alheiros destacou a importância do papel educativo do controle urbano, que traz como benefício a grande aproximação com a população. Já Lisboa destacou o papel do programa de desenvolver de forma integrada o controle urbano e ambiental dos municípios da região.

Caio Ramos, do BNDES, comentou que este é um programa muito importante pois não se pode pensar um município sem pensar em um planejamento estratégico (quem cuida de quê), destacando a atuação da Agência Condepe/fidem nesta área. O prefeito de Escada Lucrécio Gomes afirmou que é um orgulho fazer parte da equipe que integra o programa e que o município avançou muito, principalmente, com relação ao Plano Diretor. O secretário de Comunicação do Cabo de Santo Agostinho, Emerson Barros, representando o prefeito Lula Cabral, conclamou os presentes a se engajarem na divulgação da campanha.

A programação do evento contou com a entrega oficial das peças aos prefeitos ou aos representantes das prefeituras envolvidas. O catálogo é composto por folders, cartazes, banners e cartilhas elaborados em linguagem simples e acessível à população, além de spots de rádio e um vídeo institucional. Placas de estrada também foram afixadas em locais estratégicos em cada município.

Em seguida, a coordenadora executiva da Condepe/Fidem, Antonia Santamaria, apresentou detalhes da campanha salientando a criação do hotsite interativo, por meio do qual os gestores municipais podem informar sobre assuntos relacionados ao controle urbano e ambiental. Já a população poderá conhecer detalhes do programa e enviar sugestões e questionamentos.

CAMPANHA – A campanha publicitária “Faço minha parte porque faço parte” está inserida na Ação 5.0 do Programa Especial de Controle Urbano e Ambiental do Território Estratégico de Suape. O programa tem três eixos: arcabouço legal, fortalecimento institucional e controle social. A metodologia para identificar as peças mais eficazes para os municípios passou pela realização de um diagnóstico situacional, com a identificação do público-alvo por eixos temáticos e das peças de comunicação e, em seguida foi elaborado um plano tático de comunicação.

Foto: Danielle Coutinho/Suape

fonte: suape.pe.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *