III Feirão Limpa Nome Mata Sul beneficiou mais de 2 mil pessoas no Cabo

Pessoas endividadas e com restrição nos serviços de proteção de crédito tiveram a oportunidade de sair da inadimplência, durante a III edição do Feirão Limpa Nome Mata Sul. Promovido pela Associação Comercial do Cabo (Acec), em parceria com o Sindilojas, CDL, Prefeitura Municipal e Procon, o balcão de negociações aconteceu entre os dias 27 de novembro e 03 de dezembro, no Shopping Costa Dourada e beneficiou mais de 2 mil pessoas.

Durante todos os dias foi possível negociar dívidas junto a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Caixa Econômica, bancos e cartões de crédito. O Procon Cabo também esteve presente para auxiliar nas negociações. Com a ajuda do Órgão, diversos acordos foram homologados.

Quem procurou o Feirão para negociar pendências junto à Fazenda Municipal contou com condições especiais de pagamento de IPTU e ISS. Além disso, nesta edição, o Feirão Limpa Nome Mata Sul firmou parcerias com a Secretaria estadual de Defesa Social e, durante o dia 30 de novembro, realizou a emissão de RG e Certidões. Já entre os dias 28 de novembro e 03 de dezembro, o Cartório Eleitoral esteve presente realizando o recadastramento biométrico de eleitores do município.

“O Brasil vive um momento de Insegurança Econômica que vem se refletindo nas famílias, no comércio e na economia local. Entendemos que o Feirão Limpa Nome é uma grande oportunidade para quem está inserido neste contexto, não apenas de negociar suas dívidas, mas de realizar os serviços que este ano foram oferecidos como o recadastramento biométrico e a emissão de documentos”, comentou o presidente da Acec, Ely José. “Estou feliz por ter visto no rosto das pessoas a satisfação em ter seu crédito reativado”, enfatizou.

O presidente do Sindilojas, Uamberson Rodolfo, destacou que o balcão de negociações aconteceu em um momento muito oportuno. “O Balcão de Negociações foi um sucesso. O comércio vive um momento em que precisa resgatar o cidadão que está fora do mercado de consumo, e através da reativação de crédito voltar a fazer suas compras, gerando renda e emprego pra o nosso comércio”, disse.
A dona de casa, Maria da Paz, 50 anos, ficou sabendo do feirão e não perdeu tempo. Foi até o shopping Costa Dourada e negociou seus débitos com o cartão de crédito. “Foi tudo muito rápido. Há algum tempo eu já estava querendo resolver esse problema e não estava conseguindo. Agora está tudo encaminhado”, disse.
Já Nádia Patrícia, 35 anos, desempregada, veio do município de Jaboatão dos Guararapes e, através do Procon, deu entrada na negociação de seu débito junto à Celpe. “Soube do Feirão através de uma reportagem e vim para negociar meu débito. Mesmo a Celpe não estando presente, estou saindo com o meu problema encaminhado graças à intervenção do Procon. E foi muito bom, um atendimento maravilhoso”, falou.

texto: Jaqueline Mota

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflake snowflakeWordpress snowstorm powered by nksnow