Campanha de Vacinação contra o Sarampo e a Paralisia Infantil segue até o final do mês

Por: Redação CLICPOSITIVO

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a poliomielite se iniciou nesta segunda-feira (6) e segue até o dia 31 de agosto em todo o país. O Dia D será no dia 18 de agosto (sábado), somente para crianças de um ano até cinco anos incompletos. Pessoas adultas até 29 anos têm que tomar duas doses da vacina contra o sarampo (tríplice viral), mesmo que já tenha sido vacinado na infância, tendo o cartão de vacina ou não. As pessoas de 30 a 49 anos devem tomar uma dose da vacina. É importante frisar que as pessoas acima de 50 anos não precisam se vacinar porque, provavelmente, já tiveram contato com a doença.

A paralisia infantil, também conhecida cientificamente como poliomielite, é uma doença infecciosa grave que pode causar paralisia permanente em determinados músculos e que, geralmente, afeta crianças, mas que também pode surgir em idosos e adultos com o sistema imune enfraquecido. Uma vez que a paralisia infantil não tem cura caso afete os músculos, é aconselhável fazer a prevenção da doença, que consiste em tomar a vacina da poliomielite, que pode ser administrada a partir das 6 semanas de vida, dividida em 5 doses.

De acordo com o Ministério da Saúde, o último caso de poliomielite registrado no Brasil aconteceu em 1989. Atualmente, a cobertura vacinal brasileira contra pólio é acima dos 95% – considerada um exemplo para o restante do mundo.

O poliovírus pode ser transmitido por meio de água e alimentos contaminados ou pelo contato direto com uma pessoa infectada. A doença é tão contagiosa que pode ser pega no ar, principalmente por pessoas que convivem com portadores do vírus.

Por se tratar da única maneira de se manter longe da doença, a vacinação deve ser feita rigorosamente de acordo com o que foi determinado internacionalmente pela OMS. Para as crianças, a vacina deve ser feita em 4 doses, sendo que três são dadas com intervalo de dois meses (2 meses de vida, depois 4º e 6º mês) e o reforço da vacina é dado no 15º mês da criança.

No caso dos adultos, a vacinação contra a poliomielite somente será indicada caso o indivíduo não tenha sido vacinado quando criança e esteja com viagem marcada para algum país no qual a doença ainda não tenha sido erradicada. Nestes casos, são aplicadas 3 doses da vacina, sendo que a segunda dose entre 1 ou 2 meses depois da primeira e a terceira após um intervalo de 6 a 12 meses após a segunda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *