fbpx

Vereador Deoclécio coloca o pé na estrada e visita comunidades rurais do Ipojuca

Por: Redação ClicPositivo

 

Com o objetivo de escutar as demandas e avaliar de perto as necessidades das comunidades rurais do Ipojuca, o vereador Deoclécio Lira (PSB) colocou o pé no acelerador e tem reforçado suas visitas aos diversos engenhos do município.  A ação, intitulada “Pé na estrada rural” foi iniciada nesta quarta-feira (12) pelo parlamentar com a ida aos engenhos Arimbi, Rurópolis de Santa Rosa, Sibiró do Mato, Jussaral, Sibiró da Serra, Castelo, Recanto, Santa Clara e São Pedro.

Na ocasião, Deoclécio conversou com os moradores das localidades para saber se os serviços públicos estão chegando de forma efetiva para a população. “Na comunidade de Arimbi, conversamos com o senhor Regis à respeito das noticias que circularam nas redes sociais sobre uma suposta omissão de socorro ao seu filho por parte do transporte cidadão, responsável por socorrer os moradores da zona rural para unidades de saúde”, afirmou.

“Constatamos que houve um impasse na prestação do serviço com o carro do engenho Santa Rosa, mas que o transporte da criança foi realizado nos dias 10 e 11 de junho para a UPA de Ipojuca pelo condutor da comunidade de Cachoeira. Em conversa com o presidente da Associação dos Moradores de Santa Rosa, Elias Vasconcelos, ele informou que o motorista que atende a região de Santa Rosa estava em atendimento na última segunda-feira no horário em que o socorro foi solicitado e que por este motivo o atendimento foi feito pelo profissional que dirige o veículo em Cachoeira. Residentes em Sibiró, Jussaral e Castelo, por exemplo, se mostraram insatisfeitos com o transporte cidadão das localidades e afirmaram estarem descobertos pelo serviço”, ressaltou.  

Em conversa com moradores do engenho Castelo, o vereador ouviu criticas sobre a qualidade da merenda escolar distribuídas aos alunos da Escola Municipal Francisco Carneiro da Silva, além de constatar que a passagem molhada que faz a ligação entre os engenhos Sibiró  da Serra e Castelo está deteriorada. “Um pedaço de pau que liga um canto a outro”, destacou. “Todo o diagnóstico destas visitas e seus respectivos registros fotográficos com condições das estradas, escolas e os transportes escolar e cidadão, por exemplo, serão encaminhados à Prefeitura do Ipojuca para que as Secretarias responsáveis tomem conhecimento e providência”, concluiu.

 

(Foto: Edvan Luiz)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *