fbpx

Prefeitura promove XI Encontro dos Agricultores Familiares do Ipojuca

A Prefeitura do Ipojuca, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, promoveu, nesta quarta-feira (18) o XI Encontro dos Agricultores Familiares do Ipojuca. O evento está sendo realizado no Clube Municipal do Ipojuca e contou com a presença da prefeita Célia Sales e da vice-prefeita Patrícia Alves. Na programação do encontro, apresentações culturais como os grupos musicais Neném do Acordeon, Amigas da Farra, Toque Nordestino e a banda Capim com Mel. Haverá ainda a apresentação gospel de Amilton Santos. Mais de dois mil agricultores estão participando da festividade, que começou pela manhã e deve durar o dia inteiro. No evento, os participantes também contaram com almoço musical além de sorteio de prêmios.

A agricultora Élida Maria da Silva, que trabalha na roça há 15 anos, contou que todos os anos participa deste encontro promovido pela Prefeitura. “É um momento de confraternização da gente e uma forma da Prefeitura nos honrar tambem”, avaliou a agricultora. Através da Secretaria de Agricultura, a gestão municipal tem se preocupado de participar e acompanhar todo o processo do agricultor, movimentando a economia desde as primeiras ações do trabalhador rural. Um exemplo disto foi a ação finalizada no São João. A Prefeitura fez a doação das sementes de milho para os agricultores familiares, depois disponibilizou tratores para o plantio e a colheita, em seguida, comprou as espigas dos trabalhadores e, por meio da Secretaria de Assistência Social, distribuição do alimento para famílias carentes do município.

Neste ano, como forma de homenagear e prestigiar os agricultores familiares da cidade, a Prefeitura do Ipojuca também promoveu a 1ª Festa do Milho, em junho. O município possui mais de quatro mil agricultores familiares que criam peixes, abelhas, bovinos e equinos. Também plantam cana de açúcar, hortaliças, feijão, milho, macaxeira, inhame, cará, batata doce, graviola, laranja, banana e maracujá. Ipojuca possui 41 casas de farinha tradicionais.
“A agricultura familiar é muito importante porque gera renda local e fixa os cidadãos no campo. E essa geração de renda no campo ajuda a erradicar a fome, ajuda a aumentar a segurança alimentar sustentável, sempre preocupada com o meio ambiente. Além disso, são os produtos com o menor número de uso de defensivos agrícolas, sendo um produto mais saudável. Então temos a geração de renda, a preocupação com a sustentabilidade, além da produção”, ressaltou a diretora da Secretaria de Agricultura, Jackeline Gadé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *